disappointments.

Desilusões... Simplesmente fazem parte da vida... Preferia que não fizessem mas não controlo nada senão as minhas acções, as dos outros simplesmente magoam. Conhecemos, convivemos, partilhamos… Há sorrisos, palavras amigáveis, afecto… E quando menos esperamos tudo isto se perde. Sem querermos, sem podermos controlar, sem podermos fazer o que quer que seja. A partir daí parece que tudo o que dizemos só serve para piorar tudo. Não há desculpas, não há sorrisos verdadeiros, não há nada que nos faça ficar bem. Estarmos sozinhos, isolarmo-nos, é tudo o que nos apetece fazer... É triste… Não é merecedor, não quando sabemos que fizemos de tudo para que resultasse, tudo para que durasse para sempre… Mas as coisas nem sempre são como queremos. Temos que bater com a cabeça na parede vezes sem conta para aprendermos. É mesmo assim… São as desilusões. Sinceramente não as suporto, tento para que não existam na minha vida mas não sei como conseguem estar sempre lá...

1 comment:

Anonymous said...

Prepara-te.
Vão existir mil dessas na tua vida.

Post a Comment